Inicio Contactos Links
 
     
   
     
 


• Alergénios: exija informação no rótulo
»mais informações.

 
     
 


• Azeite: Galheteiro agora só em casa
»mais informações.

 
     
 


Mais empresas obrigadas a ter livro de reclamações (Decreto-Lei n.º156/2005 de 15 de Setembro.
»mais informações.

 
     
 


O Conselho de Ministros, aprovou em reunião a 6 de Outubro 2005, o Decreto-Lei que cria a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)
»mais informações.

 
     
 


O novo referencial de certificação para o sector alimentar: ISO 22000:2005.
»mais informações.

 
     
  • Provas de Vinhos Nivel I

Incluí Vinhos e Jantar
Pré-inscrição e informações
para 239 810 516.
 
     
     
     
     

 

       
       
    Serviços | Certificação
   
 

No momento oportuno, e estando já a implementação do HACCP a decorrer há algum tempo sugerimos a certificação do mesmo como mais um passo para reconhecimento da competência da empresa.

Neste domínio, colocamos à disposição de profissionais independentes a avaliação da implementação do sistema, adequabilidade e eficácia, na crença de que com a certificação se melhoram ainda internamente os processos e se alcança a nível externo maior fidelização dos clientes com redução dos conflitos com os mesmos.

O novo referencial de certificação para o sector alimentar: ISO 22000:2005

A ISO 22000 publicada a 1 de Setembro de 2005, determina os requisitos do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar para qualquer organização no sector alimentar.

ISO 22000:2005 promove a harmonização dos requisitos internacionais necessários para uma abordagem global da Segurança Alimentar. Foi elaborada de forma a garantir uma total compatibilidade com a ISO 9001:2000, permitindo às empresas já certificadas segundo este referencial, uma fácil adaptação e consequente obtenção da certificação segundo este novo referencial.

O principal objectivo da Norma ISO 22000:2005 é garantir uma uniformidade de procedimentos, aquando da Implementação do Sistema de HACCP, independentemente do País e do Produto.

A norma aplica-se às empresas do sector alimentar ao longo de toda a cadeia alimentar desde a produção primária até aos produtores de transformados, produtores de rações animais, operadores de distribuição/armazenamento, retalhistas e grossistas alimentares, incluindo também empresas fornecedoras de equipamentos, material de embalagem, agentes de limpeza, aditivos e ingredientes.

A ISO 22000:2005 é o primeiro documento publicado de uma família de princípios a publicar proximamente:

A ISO/TS 22004- Guia da aplicação da norma (a publicar em Novembro de 2005), com ênfase especial para pequenas e médias empresas; a ISO/TS 22003) – Guia para acreditação da ISSO 22000 (a publicar no primeiro trimestre de 2006) e um outro documento (ISO 22005) relacionado com a rastreabilidade.

Quer a ISO 22000 quer o TS 22004 são o resultado do grupo de trabalho WG 8, Sistemas de Gestão de Segurança Alimentar, do Comité Técnico da ISO, ISO/TC 34, Produtos Alimentares. Também trabalharam no grupo especialistas de 23 países, organizações com relações institucionais com a ISO incluindo: Confederation of the Food and Drink Industries of the European Union (CIAA), Codex Alimentarius Commission, International Hotel and Restaurant Association, CIES/Global Food Safety Initiative e World Food Safety Organization (WFSO).

A ISO 22000:2005, Food safety management systems – Requirements for any organization in the food chain, custa 118 francos suíços e pode ser adquirida através da página da ISO ou nas delegações representantes nacionais.

Fonte: ISO

 

 
 

 

Desenvolvido por: pedroferraz.com